29 julho 2007

Recebi essa foto de uma amiga que foi trabalhar em Portugal. Achei linda essa casa cercada de flores. Muito Lindo!

20 julho 2007

MEU PESAR PELO ACIDENTE DA TAM

Não perdi ninguém neste acidente, mas meu coração recusa-se consolar. Sinto um tamanho pesar por ver tantas pessoas sofrendo precocemente a perda de pessoas. Pais que perderam filhos, filhos que perderam pais, amigos que perderam amigos. Quanta perda!

Desejei fazer alguma coisa em favor dessas famílias enlutadas. Fui até ao IML para de alguma maneira oferecer meu ombro para alguém. Só vi reporteres. Mas me recuso a ficar silenciosa. Quero registrar aqui o meu lamento, a minha dor por essas pessoas e por isso, faço a Deus uma oração:
"Meu Deus, eu não entendo porque esse acidente tão grande aconteceu. Nem quero buscar aqui atribuir a culpa a alguma pessoa ou situação. Quero sim, do fundo do meu coração, que o Senhor derrame um bálsamo no coração das famílias que estão com um buraco no coração. Foram arrombadas! Oro para que o Senhor as preencha e as console. Oro também para que neste momento de tanta fragilidade e dor, consigamos repensar um pouco sobre a nossa vida, sobre a brevidade da vida. AH Pai! Tu és tudo o que nos resta. Que bom que mesmo na calamidade, podemos ter a certeza de que estás conosco".

12 julho 2007

FÉ X CIÊNCIAS - Quem tem razão?

Fato ocorrido em 1892, verdadeiro e integrante de biografia:

Um senhor de 70 anos viajava de trem tendo ao seu lado um jovem universitário, que lia o seu livro de ciências. O senhor, por sua vez, lia um livro de capa preta. Foi quando o jovem percebeu que se tratava da Bíblia, e estava aberta no livro de Marcos. Sem muita cerimônia o jovem interrompeu a leitura do velho e perguntou:
- O senhor ainda acredita neste livro cheio de fábulas e crendices?
- Sim, mas não é um livro de crendices. É a Palavra de Deus. Estou errado?
- Mas é claro que está! Creio que o senhor deveria estudar a História Universal. Veria que a Revolução Francesa, ocorrida há mais de 100 anos, mostrou a miopia da religião. Somente pessoas sem cultura ainda crêem que Deus tenha criado o mundo em seis dias. O senhor deveria conhecer um pouco mais sobre o que os nossos cientistas pensam e dizem sobre tudo isso.
- É mesmo? E o que pensam e dizem os nossos cientistas sobre a Bíblia?
- Bem, respondeu o universitário, como vou descer na próxima estação, falta-me tempo agora, mas deixe o seu cartão que eu lhe enviarei o material pelo correio com a máxima urgência. O velho então, cuidadosamente, abriu o bolso interno do paletó e deu o seu cartão ao universitário. Quando o jovem leu o que estava escrito, saiu cabisbaixo sentindo-se pior que uma ameba. No cartão estava escrito:
  • Professor Doutor Louis Pasteur, Diretor Geral do Instituto de Pesquisas Científicas da Universidade Nacional da França..."Um pouco de ciência nos afasta de Deus. Muito, nos aproxima."- Louis Pasteur.

08 julho 2007

O LUGAR DE DEUS

Hoje tive uma conversa com uma amiga que foi de muita troca. Falamos sobre o lugar de Deus na vida do homem. Comumente pensamos em Deus e até o indicamos a outros, quando a vida destes está "estrupiada", endividada, doentes, sem esperança, etc... Para esses "casos" Deus é prontamente indicado. Não é à toa, que muitos associam Deus à classes menos favorecidas, porque assim quem sabe.... há algo para se apegar e ter uma razão para existência.
Mas e a vida daqueles que não lhes falta nada: dinheiro, amor, saúde, fama e sucesso? Será que não há espaço para Deus na vida desses?
Bem... se o pensamento é olhar para Deus apenas como aquele que existe para dar coisas, para abençoar, proteger, etc... então é normal buscá-lo apenas quando uma dessas coisas está faltante.
No entanto, eu acredito que por mais resolvidos que pareçamos ser, por mais abastados que sejamos, há um espaço no coração homem que tem a forma de Deus. Enquanto não o encontrarmos, e decidirmos convidá-lo para participar de nossa existência, as coisas de uma certa forma perdem o sentido.
Alguns poderão objetar dizendo que pessoas que buscam Deus, acabam tomando uma postura passiva, deixando "tudo" nas mãos de Deus. Eu discordo em parte. Porque o que eu tenho pra fazer aqui, Deus não virá fazê-lo. Até porque se o fizesse, ele estaria destruindo a parte criativa que Ele mesmo formou no ser humano. Fomos criados para criar, para produzir e isto cabe a mim e não a Ele. Acredito que quando eu o convido para participar da minha vida, todas as coisas corriqueiras da vida, como trabalhar, estudar, amar, divertir-se, ganham um outro sentido, ganham um outro colorido. Ele realça o sabor das coisas.
Talvez seja exatamente por isso que Jesus quando esteve aqui disse que éramos o sal da terra e a luz do mundo. Posso preparar uma comida maravilhosa, um prato muito bonito, mas se não tiver uma quantidade certa de sal, perde o sabor. É isso o que eu quero dizer que Jesus em mim dá um outro sabor à vida, dá um outro sentido.
Registro aqui, que há sim, um lugar para Deus em minha vida e que eu o reconheço como o dono da vida. Quando Ele desejar pode simplesmente pedir minha vida de volta e eu simplesmente partirei. Quero sim, enquanto viver, torná-lo motivo da minha adoração, porque nos tornamos semelhantes ao objeto da nossa adoração. Acredito que esta é a parte que me cabe neste mundo.