05 novembro 2010

FLORES EM VIDA


"Flores em Vida", música do Paulo César Baruk que me tocou muito. Vale a pena ouvi-la e pensar no recado. Parabéns Baruk por transmitir uma mensagem tão rica para esses dias em que na correria, perdemos a a essência. Clique no link abaixo.
http://www.youtube.com/watch?v=Kt1Izjm6G6Y&feature=related

03 novembro 2010

A RESPOSTA BRANDA DESVIA O FUROR

Domingo foi o dia das eleições. O transito, perto dos colégios onde acontecia as votações, estava muito ruim. Carros paravam em lugares proibidos, não davam setas indicando que iriam parar, pessoas atravessavam na frente dos carros, enfim, em nome do exercício da cidadania, deixavamos de ser bons cidadãos.

Estava com minha mãe quando entrei numa dessas ruas, apinhada de carros parados em lugares impróprios. Eu desviei de um dos carros quando uma passageira saia do carro. Ouvi alguém esbravejar mas não pensei que era comigo. No próximo farol, um motorista emparelhou comigo e gritou de dentro: "custava esperar ela descer?". Lembrei-me que eu havia desviado dele antes. Era um desses motoristas que simplesmente parou para alguém descer.

No momento, mil pensamentos: Você estava errado e ainda quer brigar? Ali era lugar de parar? Custava dar seta? Enfim, ocorreu-me em fração de segundos muitos pensamentos. Mas de repente pensei: O que vai adiantar? Então, abaixei mais o meu vidro e disse calmamente: "Me desculpa!"

Acredito que aquele motorista não esperava minha reação. Minha resposta desmontou a braveza dele. O que mais poderia dizer? Olhou-me sério e me disse: Está bem!

Fiquei pensando nesse epísódio. Quantas brigas eu poderia evitar se eu pudesse dar uma resposta branda? Quantos acidentes poderiam ser evitados se num momento de lucidez eu "segurasse" a raiva do outro? Está certo o sábio Salomão quando afirmou que a resposta branda desvia o furor. É pura verdade!