16 outubro 2011

DANDO UM COLORIDO NA VIDA


Nos tempos remotos, eu apanhava meus lapis coloridos e tentava passar para o papel o que minha mente imaginava sobre lugares bonitos. Eu realmente tentava desenhar a natureza que tanto amo, tentava reproduzir flores coloridas, enfim, eu tentava colorir. Minha primeira caixa de lápis de 24 cores eu quase terminei num dia só, colorindo as folhas dos meus cadernos.
Cresci.... e agora grande, olhando para esses lápis, fico pensando como é que os adultos colorem suas vidas? Será que as colorimos ou a deixamos muito cinza, com um aspecto meio deprimido? ou preto e branco? ou só o vermelho da paixão? Que cores estamos usando?
Ocorreu-me que talvez precisamos usar todas as cores, mesclar, dar uma nova cor àqueles episódios que só enxergávamos muito preto e branco. Talvez seja necessário reeditar nossas vidas, dar outro colorido às velhas lembranças.
Que Deus me ajude à semelhança das estações, vivenciar as primaveras, os verões coloridos e por que não também, enfrentar os invernos frios e cinzentos? É assim... todas as cores com o seu devido valor!